CAPÍTULOS DE LIVROS

AB'SABER, Aziz Nacib (et al.). Inquietação revolucionária no Sul: Conjuração Mineira. In: HOLANDA, Sérgio Buarque de. A época colonial: administração, economia, sociedade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008. p.438-450.

ALGRANTI, Leila Mezan. Famílias e vida doméstica. In: SOUZA, Laura de Mello e.  História da vida privada no Brasil: cotidiano e vida privada na América portuguesa. São Paulo: Companhia das Letras, 2010. p. 84-154.      

ALGRANTI, Leila Mezan. Famílias e vida doméstica. In: SOUZA, Laura de Mello e (Org.). História da vida privada no Brasil: cotidiano e vida privada na América portuguesa. São Paulo: Companhia das Letras, 1997, p. 83-154 (texto); 451-454 (notas); 475-477 (bibliografia). (História da Vida Privada no Brasil, 1).

FONSECA, Thais Nivia de Lima e. Representações de um passado de ouro: mitos, memória e imaginário da Inconfidência         . In: RESENDE, Maria Efigênia Lage; VILLALTA, Luiz Carlos. História de Minas Gerais: as Minas Setecentista, 2.  Belo Horizonte: Autêntica:  Companhia do Tempo, 2007. p. 649- 668.

FURTADO, João Pinto. A Inconfidência Mineira: um novo tempo ou reedição dos motins do Antigo Regime? In: RESENDE, Maria Efigênia Lage; VILLALTA, Luiz Carlos. História de Minas Gerais: as Minas Setecentista, 2.  Belo Horizonte: Autêntica:  Companhia do Tempo, 2007. p. 629-648.

FURTADO, João Pinto. Das múltiplas utilidades das revoltas: movimentos sediciosos do último quartel do século XVIII e sua apropriação no processo de construção da nação. In: MALERBA, Jurandir. A independência brasileira: novas dimensões. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 2006. p. 99-122.

FURTADO, João Pinto. Entre estamentos e classes: riqueza, política e poder nas Minas no último quartel do século XVIII. In: PAIVA, Eduardo França. Brasil-Portugal: sociedades, culturas e formas de governar o mundo português (século XVI-XVIII).  São Paulo: Annablume, 2006. p. 311-324.

FURTADO, João Pinto. Saberes e valores culturais entre estamentos e classes: letras e práticas “mestiças” do setecentos mineiro. In: PAIVA, Eduardo França; ANASTASIA, Carla Maria Junho. Trabalho mestiço: maneiras de pensar e formas de viver, século XVI a XIX. São Paulo: Annablume; Belo Horizonte: PPG: UFMG, 2002. p.  281-294.

FURTADO, Júnia Ferreira. Chica da Silva: o avesso do mito. In:    BRUSCHINI, Cristina; PINTO, Célia Regina. Tempos e lugares de gênero. São Paulo: Editora 34, 2001. p. 15-52.

FURTADO, Júnia Ferreira. Sedição, heresia e rebelião nos trópicos: a biblioteca do naturalista José Vieira do Couto. In: DUTRA, Eliana de Freitas; MOLLIER, Jean-Yves. Política, Nação e Edição: Política, nação e edição: o lugar dos impressos na construção da vida política. Brasil, Europa e Américas nos séculos XVIII-XX. São Paulo: Annablume, 2006. p. 69-86.  

HORTA, Cid Rebelo. Famílias governistas de Minas Gerais. In: Segundo Seminário de Estudos Mineiros. Belo Horizonte: Universidade de Minas Gerais, p. 43-91, 1956.

JANCSÓ, István. A sedução da liberdade: cotidiano e contestação política no final do século XVIII. In: SOUZA, Laura de Mello e. História da vida privada no Brasil: cotidiano e vida privada na América portuguesa. São Paulo: Companhia das Letras, 2010. p. 387-437.

JANCSÓ, István. A sedução da liberdade: cotidiano e contestação política no final do século XVIII. In: SOUZA, Laura de Mello e (Org.). História da vida privada no Brasil: cotidiano e vida privada na América portuguesa. São Paulo: Companhia das Letras, 1997, p. 387-437 (texto); 470-472 (notas); 487-488 (bibliografia). (História da Vida Privada no Brasil, 1).

MAXWELL, Kenneth. As causas e o contexto da Conjuração Mineira. In: FURTADO, Júnia Ferreira. Diálogos Oceânicos. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2001. p. 389-414.          

MAXWELL, Kenneth. The generation of the 1790s and the idea of the luso-brazilian empire. In: ALDEN, Dauril (Ed.). Colonial roots of modern Brazil. Berkeley: University of California Press, 1973, p. 107-144.

PINTO, Francisco Eduardo. Inácio Correia Pamplona e as sesmarias dos confins da Comarca do Rio das Mortes. In: GUIMARÃES, Elione Silva; MOTTA, Márcia Maria Menendes (Org.). Campos em disputa: história agrária e companhia. São Paulo: Annablume, 2007, p. 155-188.

RESENDE, Maria Efigênia Lage. Saberes estratégicos: Tiradentes e o Mapa das Almas. In: RESENDE, Maria Efigênia Lage de; VILLALTA, Luiz Carlos. História de Minas Gerais: as Minas Setecentista, 2. Belo Horizonte: Autêntica: Companhia do Tempo, 2007. p. 609-628.

RODRIGUES, André Figueiredo. A atuação do padre Manuel Rodrigues da Costa na Conjuração Mineira e na Constituinte de 1823. In: AYROLO, Valentina (Org.). Estudios sobre clero iberoamericano, entre la independencia y el Estado-Nación. Salta (ARG): CEPIHA, Editorial de la Universidad de Salta, 2006, p. 133-151.

SCHNOOR, Eduardo. Os senhores dos caminhos: a elite na transição para o século XIX. In: PRIORE, Mary del (Org.). Revisão do paraíso: os brasileiros e o estado em 500 anos de história. Rio de Janeiro: Campus, 2000, p. 161-208.

SCWARTZ, Stuart. “Gente da terra braziliense da nasção”. Pensando o Brasil: a construção de um povo. In: MOTA, Carlos Guilherme (org.). Viagem incompleta (1500-2000): a experiência brasileira : formação: história. 3 ed. São Paulo: Ed. SENAC, 1999. p. 103-125.     

SOARES, Márcio de Sousa. A promessa da alforria e os alicerces da escravidão na América Portuguesa. In: GUEDES, Roberto. Dinâmica Imperial no Antigo Regime Português: escravidão, governos, fronteiras, poderes, legados séc. XVII-XIX. Rio de Janeiro: Mauad X, 2011.

VALADARES, Virgínia Maria Trindade. As elites mineiras formadas na Universidade de Coimbra e a sua influência na Conjuração Mineira e Independência política do Brasil. In: REIS, Maria de Fátima (Coord.). Rumos e escrita da história: estudos em homenagem a A. A. Marques de Almeida. Lisboa: Colibri, 2006. p.125-150.

VALADARES, Virgínia Maria Trindade. Estudante da Universidade de Coimbra nas malhas da Inconfidência Mineira e na Independência do Brasil. In: REIS, Maria de Fátima (Coord.). Rumos e escrita da história: estudos em homenagem a A. A. Marques de Almeida. Lisboa: Colibri, 2006. . p.715-724.

VIEIRA, João Luiz. A retomada da história na história da retomada no cinema brasileiro. In: MARGATO, Izabel; GOMES, Renato Cordeiro. Literatura / Política / Cultura (1994 - 2004). Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2005. p. 253-268.   

VILLALTA, Luiz Carlos. As origens intelectuais e políticas da Inconfidência Mineira. In: RESENDE, Maria Efigênia Lage de; VILLALTA, Luiz Carlos. História de Minas Gerais: as Minas Setecentista, 2. Belo Horizonte: Autêntica: Companhia do Tempo, 2007. p. 579-608.

VILLALTA, Luiz Carlos. Gonzaga or the Reverse of Fanfarrão: The Power of Language and The Language of Power. In: McGUIRCK, Bernard; OLIVEIRA, Solange Rib. Brazil and The Discovery of America - Narrative, History, Fiction 1492 – 1992. Nottinghan: Edwin Mellen Press, 1996. p.70-82.

VILLALTA, Luiz Carlos. Ler, escrever, bibliotecas e estratificação social. In: RESENDE, Maria Efigênia Lage de; VILLALTA, Luiz Carlos (Org.). História de Minas Gerais: as Minas setecentistas. Belo Horizonte: Autêntica; Companhia do Tempo, 2007, v. 2, p. 289-311.

VILLALTA, Luiz Carlos. Liberdades imaginárias. In: NOVAES, Adauto (Org.). O avesso da liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2002, p. 319-341.

VILLALTA, Luiz Carlos. Luiz Carlos. O que se fala e o que se lê: língua, instrução e leitura. In: SOUZA, Laura de Mello e. História da vida privada no Brasil: cotidiano e vida privada na América portuguesa. São Paulo: Companhia das Letras,    2010. p. 331-385.

VILLALTA, Luiz Carlos. O diabo na livraria dos Inconfidentes. In: NOVAIS, Adauto. Tempo e História. São Paulo: Companhia das Letras, 1994. p. 367-395.

VILLALTA, Luiz Carlos. O que se fala e o que se lê: língua, instrução e leitura. In: SOUZA, Laura de Mello e (Org.). História da vida privada no Brasil: cotidiano e vida privada na América Portuguesa. São Paulo: Companhia das Letras, 1997, p. 331-385 (texto); 465-469 (notas); 483-487 (bibliografia). (História da Vida Privada no Brasil, 1).

VILLALTA, Luiz Carlos. Os leitores e os usos dos livros na América portuguesa. In: ABREU, Márcia (Org.). Leitura, história e história da leitura. Campinhas, SP: Mercado de Letras; São Paulo: FAPESP, 1999, p. 183-212.

VILLALTA, Luiz Carlos; BECHO, André Pedroso. Lugares, espaços e identidades coletivas na Inconfidência Mineira. In: RESENDE, Maria Efigênia Lage de; VILLALTA, Luiz Carlos. História de Minas Gerais – as Minas Setecentista, 2. Belo Horizonte: Autêntica: Companhia do Tempo, 2007. p. 555-578.